segunda-feira, 11 de junho de 2012

Vou-me embora pra Pasárgada

"E quando eu estiver mais triste
Mas triste de não ter jeito
Quando de noite me der
Vontade de me matar

— Lá sou amigo do rei —
Terei a mulher que eu quero
Na cama que escolherei

Vou-me embora pra Pasárgada."


Nenhum comentário:

Postar um comentário