domingo, 6 de março de 2011

Tríade













O alívio que terá sentido César na manhã
de Farsalia, ao pensar: Hoje é a batalha! 
O alívio que terá sentido Carlos Primeiro
ao ver o amanhecer no cristal e pensar: hoje
é o dia do patíbulo, da coragem e do machado. 
O alívio que tu e eu sentiremos no instante que
precede a morte, quando a sorte nos desate
do triste costume de ser alguém e do peso
do universo.

[Jorge Luis Borges, in Os Conjurados]

Nenhum comentário:

Postar um comentário