quinta-feira, 1 de julho de 2010

"É costume supor que a maioria de nossas crenças origina-se de alguma base racional e o desejo é apenas uma força pertubadora ocasional. O exato oposto disso estaria mais próximo da verdade: a grande massa de crenças pelas quais somos apoiados em nossa vida cotidiana apenas representa o desejo, corrigido aqui e ali, em pontos isolados, pelo simples choque dos fatos. O homem é, em seu cerne, um sonhador despertado algumas vezes por um momento através de algum elemento peculiarmente desagradável do mundo externo, mas caindo, logo, mais uma vez, na alegre sonolência da imaginação."

[Bertrand Russell, Ensaios Céticos]

Nenhum comentário:

Postar um comentário